WhatsApp lança novas ferramentas para negócios

O WhatsApp anunciou nesta quarta-feira (7) novos recursos em sua ferramenta de compras para facilitar a visualização de produtos disponíveis e auxiliar as empresas nas vendas.

De acordo com a empresa, os catálogos do WhatsApp se mostraram uma ótima maneira para descobrir produtos e serviços. Hoje, as pessoas podem navegar em mais de 8 milhões de catálogos de negócios no WhatsApp, sendo 1,75 milhão só no Brasil.

Para tornar a experiência ainda mais simples, agora é possível criar e gerenciar catálogos a partir do WhatsApp Web ou Desktop, algo que antes só era possível em um celular. Como muitas empresas gerenciam seus inventários a partir de um computador, essa nova opção vai acelerar e facilitar a inserção de novos itens ou serviços.

O WhatsApp afirma que esta solução será especialmente útil para empresas com muitos produtos, como restaurantes ou lojas de roupas, para que possam gerenciar seus catálogos em uma tela maior. O recurso já está disponível para todos os usuários do aplicativo WhatsApp Business.

Melhorias para negócios

O WhatsApp introduziu os carrinhos de compra no final do ano passado para que as pessoas pudessem navegar em um catálogo, selecionar vários produtos e enviar o pedido como uma única mensagem para a empresa.

“Em apenas alguns meses, este recurso se tornou extremamente popular, mas as empresas precisavam de uma maneira mais fácil de avisar os clientes sobre o que está disponível nos estoques, para que não peçam itens indisponíveis”, diz o WhatsApp.

Catálogo de compras no WhatsApp
Exemplo de catálogo de compras no WhatsApp. Imagem: WhatsApp

Por isso, a opção de “esconder” itens específicos do catálogo foi desenvolvida, tornando fácil esconder e mostrá-los novamente quando estiverem disponíveis. Este recurso estará disponível para empresas de todo o mundo a partir de hoje.

Segundo o WhatsApp, uma pesquisa recente aponta que 83% dos adultos no Brasil afirmaram estar mais propensos a negociar/comprar de uma empresa que pode ser contatada via mensagens do que de uma em que não é possível fazer isso.

“À medida que as empresas continuam suas operações on-line durante a pandemia, o WhatsApp está orgulhoso por disponibilizar essas atualizações que fornecem suporte aos pequenos negócios e tornam a jornada de compras dos usuários ainda mais fácil”, diz a empresa.

Fonte: WhatsApp Por Olhar Digital

Como melhorar o sinal da conexão Wi-Fi

O sinal Wi-Fi é fraco em certos ambientes da sua casa?

Seus familiares reclamam que não conseguem se conectar ou você tenta jogar mas sua conexão tem lag? Estas são situações comuns, uma vez que os roteadores podem sofrer interferências que prejudiquem o desempenho.

Mais do que contratar um plano de internet adequado para o seu consumo, é preciso escolher equipamentos de qualidade e tomar alguns cuidados. Quer saber como? Então acompanhe o texto e confira 4 dicas para melhorar o seu sinal Wi-Fi.

Roteadores Wi-Fi: como escolher o melhor

Antes das dicas para melhorar o sinal da sua conexão Wi-Fi, vamos falar de uma outra questão muito importante: como escolher o melhor roteador para o seu cenário?

Considere os seguintes pontos:

  • Velocidade da internet:  taxas de velocidade de download e upload do seu plano de internet, contratado diretamente com seu provedor de internet. Esse ponto é determinante para saber se você precisará de um roteador com portas Gigabit ou Fast Ethernet. Há roteadores que suportam até 100 Mbps e outros que alcançam 1 Gbps de velocidade.
  • Quantidade de dispositivos conectados: se forem muitos, um roteador com apenas a frequência 2,4 GHz pode não ser suficiente.
  • Tamanho do ambiente: Ambientes grandes ou com muitos obstáculos e interferências, precisam de soluções como o Twibi da Intelbras, com a tecnologia Mesh.
  • Tecnologia: roteadores com tecnologia Mesh são os mais eficientes do mercado atualmente, pois criam uma malha de sinal estável em todos os ambientes que você desejar e acabam com as “zonas mortas”. Proporcionam uma grande área de cobertura e flexibilidade, pois os módulos podem ser instalados em diferentes ambientes de acordo com a necessidade de cobertura do sinal Wi-Fi.
  • Acessibilidade: para gerenciar facilmente sua rede, ver quem está conectado, ter controle parental e criar rede Wi-Fi para visitantes, procure por produtos que contam com aplicativo mobile.

Dicas para melhorar o sinal Wi-Fi

mulher utilizando um notebook
Intelbras/Divulgação

Agora que você já escolheu o roteador mais adequado para seu cenário, vamos às dicas para usufruir do melhor desempenho do seu aparelho.

1. Instale seu roteador no melhor local possível

O sinal Wi-Fi se propaga em ondas e em “formato de pizza”, assim, sua intensidade diminui na medida que nos distanciamos do aparelho. Portanto:

  • Escolha um local onde o sinal possa ser propagado sem encontrar barreiras em um raio de 1 metro, pelo menos;
  • Não coloque o roteador dentro de caixas ou móveis fechados;
  • Posicione-o em um local relativamente alto – como na altura da cintura ou ombros — e na parte mais central da sua casa.

Se isso não for possível, procure por roteadores com tecnologia Mesh, como o Twibi Wi-Fi 5 Mesh. Isso porque roteadores com essa tecnologia são ideais para levar sinal Wi-Fi de qualidade por todo ambiente. Por ser um sistema modular, é possível utilizá-lo para cobrir desde ambientes pequenos até grandes casas e apartamentos.

O kit Twibi vem com dois módulos e conta com duas versões. Uma para planos de internet de até 100 mega e cobertura de sinal Wi-Fi de até 200 m² e outra versão para planos acima de 100 mega, com até 360 m² de cobertura. Estes são os valores médios recomendados, porém, dependendo do perfil de uso e de características como ambiente de instalação e interferências próximas, pode haver alteração para mais ou para menos. A área de cobertura pode ser ampliada adicionando mais módulos Twibi, com um máximo de 6 módulos por rede.

2. Afaste objetos e dispositivos que interferem no sinal

Paredes muito grossas são um obstáculo para a propagação do sinal de Wi-Fi. Azulejos também podem interferir bastante. Algumas dicas são:

  • Não posicione o roteador muito perto de espelhos, pois a superfície metálica destes objetos é altamente refletora;
  • Evite colocar muitos objetos ao lado do roteador;
  • Afaste aquários e fontes do seu aparelho, pois a água também pode interferir negativamente no desempenho do seu sinal Wi-Fi.

Fique atento aos dispositivos eletroeletrônicos que também podem interferir no seu Wi-Fi como: forno microondas, outros roteadores, alto-falantes, e outros equipamentos sem fio. Equipamentos eletroeletrônicos sem homologação ANATEL também podem prejudicar o seu sinal.

aparelho de wi-fi ao lado de uma planta sobre uma mesa
Afaste objetos e dispositivos que interferem no sinal. Imagem: Intelbras/Divulgação

3. Mantenha seu roteador atualizado e seguro

Você já atualizou o firmware do seu roteador alguma vez? Esta é uma forma muito simples e eficiente de manter seu roteador com as atualizações de segurança e melhorias implementadas pelo fabricante.

Para atualizar você deve:

  • Baixar a última versão do firmware do modelo do seu aparelho no site da marca;
  • Acessar o painel de controle do roteador via interface web;
  • Acessar a opção atualização de firmware, selecionar o arquivo que você baixou e fazer o upgrade.

Nos roteadores que permitem o acesso por aplicativo você recebe notificações dentro do próprio aplicativo quando as atualizações forem necessárias e basta clicar em “permitir” que a atualização será feita automaticamente. É o caso dos roteadores da linha ACtion e Twibi da Intelbras.

Outra maneira de aumentar a segurança é escolher um padrão de segurança mais avançado, como o WPA2 ou WPA3. Não esqueça de definir uma senha alfanumérica forte com letras, números e caracteres especiais — e  mudá-la com frequência.

4. Use roteadores e dispositivos pessoais com tecnologias mais recentes

Você pode  resolver grande parte da interferência no sinal Wi-Fi com o uso de roteadores dual band AC (Wi-Fi 5), que operam tanto na frequência 2,4GHz quanto na 5 GHz. Estes possuem protocolos 802.11ac e garantem um tráfego maior de informações no mesmo intervalo de tempo quando comparados aos aparelhos que possuem tecnologias anteriores e que só operam em 2,4 GHz. Além disso, a frequência 5 GHz possibilita o tráfego de mais velocidade e a conexão de mais dispositivos ao mesmo.

Dispositivos que operam somente na frequência 2,4 Ghz são mais comuns, assim essa faixa se torna mais congestionada e acaba sofrendo mais interferências. Se não puder migrar para o Wi-Fi 5 agora, verifique qual canal está sendo menos usado no seu ambiente — aplicativos como o Wifi Analyzer podem ajudá-lo — e selecione-o nas configurações do roteador.

Alguns aparelhos mais modernos, como celulares, notebooks e Smart TVs já operam em 5 GHz. Sendo assim, os roteadores Wi-Fi 5 são uma ótima opção para quem possui muitos dispositivos conectados dentro de casa e necessita de um sinal estável por todo ambiente.

Conclusão

Invista nos melhores roteadores residenciais do mercado para otimizar a velocidade, cobertura e estabilidade da sua internet, assim como garantir mais segurança e praticidade para seu dia a dia.

Os roteadores Intelbras da linha Twibi Wi-Fi Mesh contam com aplicativo gerenciador para monitorar os dispositivos conectados, criar redes Wi-Fi temporárias para visitas, controlar acesso a sites e determinar horários de navegação para os pequenos. Com ele, você garante uma ótima conexão Wi-Fi pela casa toda.

Fonte: Olhar Digital

Como recuperar dados e arquivos perdidos de qualquer dispositivo?

Muita gente já passou pela situação delicada de ter excluído sem querer um arquivo importante.

Em boa parte dos casos, basta ir até a lixeira do sistema e recuperar aquilo que foi indevidamente apagado, porém isso nem sempre é possível, pois pode ser que já tenha se passado muito tempo e o sistema tenha esvaziado a pasta, deletando o documento permanentemente

Nessas situações, a única opção é lamentar, certo? Errado. Alguns softwares possibilitam recuperar dados que foram excluídos mesmo que de forma “permanente”, como o AnyRecover, da iMyFone, uma solução mágica que pode evitar muita dor de cabeça.

Conheça as principais funcionalidades do AnyRecover e como recuperar os dados que parecem perdidos.

Tudo em um só lugar

AnyRecoverSoftware consegue recuperar dados em praticamente qualquer dispositivo.Fonte: AnyRecover

Ao analisar esse software, o que impressiona é o fato de ser bem versátil. Não importa o motivo pelo qual os dados foram perdidos, o programa tem um módulo de recuperação adequado.

AnyRecover consegue recuperar dados de:

  • lixeira que foi esvaziada ou arquivos deletados permanentemente;

  • dispositivos que foram formatados;

  • discos rígidos danificados;

  • partições do sistema que foram perdidas;

  • computadores que não ligam mais.

Esse programa da iMyFone também é capaz de atuar em uma gama variada de dispositivos. Por exemplo, para recuperar os arquivos de um PC, um disco rígido externo, um cartão SD ou até uma câmera digital, o AnyRecover vasculha os aparelhos e encontra aquilo que foi perdido.

Independentemente da marca ou do modelo, basta permitir que o software faça o trabalho de recuperação de dados para ter todos os arquivos de volta. É importante destacar que o programa é capaz de recuperar praticamente todos os tipos de arquivos e formatos, o que significa que os usuários estão bem servidos nesse sentido.

AnyRecoverPraticamente todos os tipos e formatos de arquivos são suportados.

Recuperando os arquivos na prática

Além de ser poderoso e versátil, o AnyRecover é fácil de usar. Veja como funciona a recuperação de arquivos a seguir.

1. Instale o AnyRecover em seu dispositivo.

AnyRecoverInstalação do AnyRecover.

2. Acesse o menu no canto superior direito e mude o idioma para o de sua preferência.

AnyRecoverAlterando o idioma do AnyRecover.

3. Inicie o processo de verificação, selecionando uma fonte para pesquisa. Essa etapa pode ser pausada ou encerrada a qualquer momento, e os resultados são exibidos em tempo real graças à velocidade de digitalização.

AnyRecoverAnyRecover pronto para a verificação.

4. Avalie os arquivos encontrados em diferentes categorias e filtre para exibir extensões ou pastas específicas. Também é possível selecionar apenas alguns arquivos para recuperação, o que é muito prático.

AnyRecoverA busca do AnyRecover separa os arquivos por diversas categorias.

5. No recurso de pré-visualização, verifique se aquele é o documento ou a imagem que deve ser recuperada. Depois, é só clicar no botão “Recuperação”.

AnyRecoverA busca também oferece uma pré-visualização de arquivos.

Pronto! Seguindo apenas esses passos, pode-se recuperar todos os arquivos perdidos.

Porém, aqui vai um alerta: assim que perceber que excluiu ou perdeu algum dado importante, faça a recuperação o mais rápido possível, pois, se demorar muito, pode ser que os dados sejam sobrescritos e perdidos definitivamente.

Também é importante destacar que o iMyFone AnyRecover está disponível tanto para Windows como para macOS.

Experimente gratuitamente

Ficou interessado nas funções do AnyRecover e está precisando recuperar alguns documentos perdidos? Pois saiba que você pode experimentar esse programa de forma gratuita antes de comprar uma licença, e o uso grátis permite recuperar até três arquivos.

Quer conhecer mais funcionalidades e descobrir como adquirir uma licença? Então clique neste link para acessar o site oficial do AnyRecover.

Fonte: TecMundo

Os vovôs estão “ON”: Aplicativo para idosos usa jogos para melhorar memória

Chamado "cérebro ativo", o app é gratuito e conta com mais de 5 mil downloads

Por Karina Souza Publicado em: 17/12/2020 às 20h19 (EXAME.com)

Aplicativo quer levar mais qualidade de vida a idosos por meio da tecnologia (Bill Hinton/Getty Images)

Adaptar-se à nova realidade imposta pela pandemia não é uma tarefa fácil. Deixar de ver a família e os amigos é uma escolha complicada — especialmente quando se fala de deixar de abraçar os avós. Pensando em ajudar as pessoas com mais de 60 anos a se distraírem e manterem a capacidade cognitiva em dia, mesmo que à distância, o aplicativo Cérebro Ativo foi lançado em 2020 no mercado brasileiro. Desenvolvido pela International School of Game (ISGAME), o app usa jogos especialmente desenvolvidos para a terceira idade como uma plataforma para melhorar a qualidade de vida dessa população — tudo ao alcance dos dedos.

Tudo começou em 2014, quando Fábio Ota, CEO e fundador da ISGAME, começou a pesquisar sobre como ensinar crianças a desenvolver senso de planejamento e raciocínio lógico usando videogames. No meio do caminho, encontrou várias pesquisas que abordavam o uso dos jogos para prevenção do Alzheimer e mudou o foco: passou a estudar uma nova metodologia para ensinar idosos a jogar e desenvolver videogames. Colocou a metodologia em prática e passou a lecionar para o público com mais de 60 anos.

Dois anos depois, com a metodologia pronta, ele a transformou em um estudo científico, feito com 75 voluntários, de agosto a dezembro de 2016. Com o relatório do experimento pronto, Fábio Ota submeteu o estudo ao PIPE-FAPESP (projeto que apoia a execução de pesquisa científica e/ou tecnológica em micro, pequenas e médias empresas no Estado de São Paulo). O principal intuito era provar que os games são capazes de estimular a cognição e podem retardar a evolução do declínio cognitivo nos idosos. Com a tese confirmada e o aval da instituição, ele recebeu um aporte para sua empresa, de R$ 200 mil.

Em 2018, com o apoio do programa PIPE fase 2, a ISGAME recebeu um novo aporte, de R$ 800 mil, e passou a formatar o aplicativo Cérebro Ativo e disponibilizaram a solução para o mercado. Os primeiros a testarem o app foram, claro, os próprios alunos da ISGAME: mais de 200 idosos tiveram acesso à versão beta e, a partir do feedback deles, a equipe conseguiu ajustar o produto para atender ao seu público.

“Continuaremos acompanhando a startup por mais um ano, para que possam desenvolver ainda mais o seu modelo de negócio e alcançar o impacto desejado. Acreditamos no potencial da ISGAME de inovar e trazer soluções reais para os principais desafios enfrentados pelo público maduro”, diz Ana Biguilin, diretora geral da unidade de negócios Neo Química.

As perspectivas são otimistas porque, segundo Ota, se trata de um produto totalmente desenvolvido para atender a esse público: comandos de voz auxiliam os idosos com visão reduzida ou analfabetos funcionais a se sentirem incluídos pelo app e, além disso, os games utilizam situações da vida real dos idosos para estimulá-los a jogarem. “No teste de memória, por exemplo, simulamos uma ida ao supermercado, em que eles têm de lembrar quais produtos estavam dentro do carrinho”, explica o CEO da ISGAME.

Além disso, colabora para a disseminação do app uma parceria feita pela companhia com a Secretaria de Direitos Humanos e Cidadania da Prefeitura de São Paulo. Por meio dela, os idosos têm acesso ao curso online de introdução tecnológica formulado pela companhia, de forma gratuita. E, é claro, podem se tornar novos usuários do Cérebro Ativo.

Potencial, não falta: de acordo com o IBGE, existem 30 milhões de idosos em território brasileiro. Para alcançá-los e melhorar sua qualidade de vida, Ota acredita que é possível levar o uso do “Cérebro Ativo” a outras áreas igualmente interessadas nessa população, como geriatras e seguradoras. Hoje, pelo menos quatro médicos já utilizam o Cérebro Ativo como forma de completar os cuidados com o paciente, segundo a ISGAME.

Fonte: EXAME.com

 

Como usar a função PROCV no Excel

Basicamente, essa função serve para você localizar um dado na sua tabela com base em uma informação.

função PROCV
Imagem: Tecmundo/Reprodução

Ninguém pode negar que o Excel é um programa muito funcional e completo. Seu formato de planilhas, bem como diversidade de funções e ferramentas se tornaram muito populares, sendo usadas por milhões de profissionais no mundo todo. Porém, é exatamente esse universo de possibilidades que pode tornar as coisas um pouco mais confusas, especialmente para quem está começando a usar o programa.

No dia a dia, você vai se deparar com as contas básicas, como soma e subtração, mas há uma outra ferramenta extremamente vantajosa, especialmente se você usar planilhas enormes e cheias de dados: o PROCV.

Basicamente, essa função serve para você localizar um dado na sua tabela com base em uma informação. No começo, ela pode parecer complicada, mas é fácil perceber o quanto ela pode ser útil.

. Microsoft/Divulgação 

Se pensarmos em um exemplo simples, no qual cada letra do alfabeto é proporcional ao número da sua posição (A igual a 1, B igual a 2, C igual a 3 e assim por diante), em uma coluna temos letras e na outra, ao lado, números.

Então, quando usarmos a função PROCV com a letra L como padrão de busca, o Excel vai nos retornar o número 12, que equivale a sua posição no alfabeto e, consequentemente, na tabela. Ainda está difícil de entender? Quer aprender como usar a função PROCV no Excel? Então, acompanhe o nosso tutorial.

Na prática, como fica o PROCV?

Para funcionar corretamente, a função PROCV precisa de quatro elementos. Veja-os a seguir.

  1. O valor de pesquisa, ou seja, o dado que você utilizará para encontrar outra informação.

  2. Um intervalo válido de pesquisa, ou seja, onde a função deverá procurar pela informação. É importante que o intervalo inicie na coluna em que o seu valor de pesquisa está localizado.

  3. O número da coluna que contém o valor de retorno no intervalo definido. Por exemplo, se você definiu um intervalo que começa na coluna C e termina na coluna F, a primeira equivale a 1, D igual a 2 e F equivale a 4.

  4. O tipo de correspondência que você deseja, que pode ser FALSO, se quiser um valor de retorno exato, ou VERDADEIRO, se você busca por um dado aproximado. Se você não especificar essa parte da função, o sistema entenderá como VERDADEIRO por padrão.

Juntando os elementos, temos:

=PROCV(valor_procurado;intervalo;núm_coluna;correspondência)

(Fonte: Captura de tela realizada pelo autor/Reprodução) Microsoft/Divulgação 

Para entendermos a função na prática, vamos usar um exemplo simples com cadastros de clientes de uma empresa. Na coluna onde você quer manter o resultado da função, digite “=PROCV(“, então selecione ou digite a célula que deseja pesquisar (em verde no exemplo), separe a informação com ponto e vírgula, e escolha o intervalo de pesquisa (você pode clicar e arrastar ou escolher o intervalo separado por dois-pontos).

(Fonte: Captura de tela realizada pelo autor/Reprodução) Microsoft/Divulgação 

Agora que você tem os termos principais da pesquisa, precisa especificar o número da coluna com base na seleção anterior e selecionar VERDADEIRO ou FALSO como termo de correspondência.

Na nossa planilha de clientes, usamos a fórmula da seguinte maneira:

=PROCV(A8;A2:C5;3;FALSO)

(Fonte: Captura de tela realizada pelo autor/Reprodução) Microsoft/Divulgação 

Então, quando usamos José Bezerra como nosso valor procurado, a função nos retornou o número do seu CPF. Pronto! A partir de agora, toda vez que você digitar uma busca na célula que você definiu no primeiro parâmetro, a função vai te retornar o dado correspondente, como neste exemplo:

(Fonte: Captura de tela realizada pelo autor/Reprodução) Microsoft/Divulgação 

As versões mais atuais do Excel também podem usar VLOOKUP ou PROCX, que são funções parecidas e aprimoradas do PROCV.

Fonte: TecMundo

Dicas para escolher uma hospedagem confiável e otimizada para SEO quando for abrir um e-commerce

Um armazenamento confiável de dados é um dos fatores-chave para a operação de um site de alta qualidade e sucesso

Um armazenamento confiável de dados é um dos fatores-chave para a operação de um site de alta qualidade e sucesso. Infelizmente, nem todo mundo dá importância a isso ao lançar um novo projeto, porém, com o tempo, a importância dessa nuance ficará absolutamente clara. Portanto, é melhor escolher uma boa hospedagem logo no começo do projeto.

Atualmente, existem muitos provedores que oferecem serviços de hospedagem. Cada provedor oferece suas próprias condições - e neste artigo daremos a você dicas úteis sobre como escolher um provedor de hospedagem ideal para o seu e-commerce.

Que tipo de hospedagem uma loja online precisa?

A primeira coisa a verificar é qual Sistema de Gerenciamento de Conteúdo (CMS) é o melhor para você. As opções comuns são 1C-Bitrix, WordPress, UMI-CMS, NetCat, PHPShop ou OpenCart.

Em seguida, você deve calcular o tráfego estimado para a loja. Depende do método de promoção. Portanto, se a principal forma de promoção for a publicidade contextual, então você precisará pegar seu orçamento de um mês e dividir esse valor pelo custo aproximado de um clique. Esta é uma previsão bastante aproximada, mas é bastante adequada para efeitos de escolha de um provedor de hospedagem . Ao mesmo tempo, pergunte quais serviços adicionais o provedor pode oferecer se o tráfego aumentar no futuro.

Outro aspecto importante é o tipo de hospedagem, porque existem vários tipos que são fundamentalmente diferentes uns dos outros.

Conheça alguns dos tipos de hospedagem mais usados

Hospedagem compartilhada

A hospedagem compartilhada e virtual implica o compartilhamento de recursos do servidor com outros clientes, cujo número pode estar na casa dos milhares. O poder da computação, a memória e outros recursos serão distribuídos igualmente entre os usuários. No entanto, no caso do desenvolvimento e crescimento de um site, seu ou dos vizinhos, em hospedagem compartilhada, o desempenho pode diminuir. Se você pretende desenvolver um projeto e atrair mais e mais tráfego, essa opção não é adequada para você.

Hospedagem VPS

VPS significa Servidor Privado Virtual, ou seja, um servidor virtual privado. Esse serviço envolve o compartilhamento do servidor com outros usuários, mas com a hospedagem VPS, ao contrário do geral, você recebe um espaço separado com uma quantidade reservada de energia e memória de computação. Isso forma um certo tipo de seguro contra problemas que podem ser causados durante a manutenção de sites vizinhos.

Servidor dedicado

Com esse tipo de hospedagem, você terá seu próprio servidor físico, projetado exclusivamente para o seu site. Ao mesmo tempo, será possível configurá-lo a seu critério, escolher o sistema operacional e o software que você deseja usar e configurar todo o ambiente de posicionamento de acordo com suas necessidades.

Alugar um servidor dedicado é geralmente o mesmo que ter seu próprio servidor local, apenas com suporte profissional do seu provedor de hospedagem.

Exclua imediatamente os provedores que têm baixa velocidade de transferência de dados
Exclua imediatamente os provedores que têm baixa velocidade de transferência de dados

Dicas para escolher uma hospedagem para um projeto de e-commerce

Escolher com base as críticas no site do provedor de hospedagem não é uma boa ideia. As pessoas têm gostos diferentes, existem clientes satisfeitos e insatisfeitos para qualquer opção.

É aconselhável calcular com antecedência a quantidade necessária de espaço em disco, prever a possibilidade de backup, tráfego ilimitado, acesso FTP.

Preste atenção às medidas de segurança que o provedor de hospedagem pode oferecer: proteção contra ataques DDoS, verificação de mensagens suspeitas no e-mail, etc.

Descubra se existe um período de teste e quais as restrições que ele impõe.

Certifique-se de que o provedor ofereça maneiras de tornar seu trabalho mais confortável e produtivo: a capacidade de vincular pelo menos cinco contas de e-mail, um painel de controle confortável, monitoramento de servidor 24 horas por dia, suporte para os scripts e programas necessários, suporte técnico 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Sinais de um bom provedor de hospedagem para e-commerce

Se você está escolhendo um provedor de hospedagem pela primeira vez, o processo pode ser complicado - há muitas nuances e sutilezas. Considere vários fatores que quase sempre indicam que o provedor oferece hospedagem de qualidade:

  • Licença de atividade e registro oficial
  • Informações transparentes sobre contatos, endereços dos escritórios indicados no site, telefones para comunicação
  • Data de registro do domínio. Quanto mais velho, mais confiável. Os fornecedores ruins têm poucas chances de permanecer no mercado por mais de dois anos
  • Data center próprio ou acordo com outros grandes data centers do país
  • Equipamentos de alta qualidade, backup obrigatório de todo o conteúdo
  • Ofertas, descontos e promoções adicionais (vários meses como presente, descontos pelo uso de um determinado CMS, um domínio ou certificado SSL como presente, etc.)

Muitas empresas oferecem ao cliente a oportunidade de testar sua loja online gratuitamente, por exemplo, em um domínio de terceiro nível ou por um período (de uma semana a um mês). Mais detalhes sobre tais serviços você encontra aqui. Esse tempo deve ser suficiente para avaliar a conveniência de trabalhar com hospedagem.

Tipos de hospedagem, que você definitivamente não deve escolher

Exclua imediatamente os provedores de com os seguintes sinais:

  • Baixa velocidade de transferência de dados - os usuários não ficam muito tempo em sites que demoram a responder.
  • O suporte técnico não responde, ou os funcionários são incompetentes - respondem com frases genéricas, mandam ler o help;
  • O painel administrativo é inconveniente para gerenciar o recurso.

Concluindo, gostaria de acrescentar que existem serviços de hospedagem gratuitos, e muitos proprietários de lojas online novatos são tentados pela oportunidade de economizar dinheiro. As economias aparentes podem se transformar em tempo e lucros perdidos. Em particular, os serviços de hospedagem gratuita geralmente oferecem um trabalho instável, incapacidade de desativar anúncios, falta de garantias de segurança e um número mínimo de opções.

Fonte: Administradores.com

Como descobrir se alguém está te espionando no celular ou PC

Não importa se você tem um chefe curioso ou um relacionamento com uma pessoa controladora, ninguém tem o direito de ficar monitorando o seu telefone ou computador.

Por TecMundo | 06/09/2020 às 08:00

Mas o que pode acontecer se alguém instalar um aplicativo espião em um de seus dispositivos?

Esses programas são desenvolvidos para ficarem o mais escondidos possível, mas você pode encontrá-los se souber como procurar.

Este guia tem como foco os softwares que foram desenvolvidos para se camuflarem no sistema, mas lembre-se: existem centenas de programas para controle parental e ferramentas de rastreamento (como o Android Manager ou o Buscar da Apple) que podem ser utilizados por familiares ou pessoas que configuraram o aparelho. A diferença é que é óbvio o fato de esses aplicativos estarem em atividade, mas você deve ter ciência deles e de como eles funcionam.

No iPhone

A boa notícia para usuários de iPhone é que o iOS simplesmente não permite que os aplicativos tenham o mínimo de controle do sistema operacional; com isso, apps espiões não conseguem ter acesso ao que você está fazendo no telefone.

Mas existe uma exceção, e ela inclui fazer um jailbreak, destravando o sistema para que qualquer aplicativo possa ser instalado. Considerando o quão difícil é fazer isso hoje, vamos assumir que esse não é o seu caso, pois alguém precisaria ter bastante conhecimento e pegar seu aparelho por um bom tempo para realizar o desbloqueio.

A maneira mais fácil de checar isso é conferindo se os aplicativos Cydia e SBSettings aparecem na sua tela inicial.

Se você descobrir que foi feito um jailbreak em seu iPhone, restaurar as configurações de fábrica deve resolver, mas faça um backup das coisas importantes, pois a redefinição apagará todos os arquivos do telefone. O melhor caminho para fazer a restauração é pelo computador, e a Apple tem um guia completo para você seguir.

No Android

Instalar aplicativos para espionar dispositivos Android é, de certa forma, mais fácil. Isso porque, mesmo estando fora da loja oficial da Google, os programas podem ser distribuídos por outros meios.

Para instalar o app, a pessoa interessada em espionar precisa ter acesso físico ao telefone e conseguir desbloqueá-lo em algum momento. Então, se você mesmo configurou o aparelho e ele nunca ficou por mais de alguns segundos nas mãos de terceiros, deve estar livre de espiões.

Caso seu telefone tenha sido comprometido, provavelmente você notará que a bateria está acabando muito rápido ou aquecendo mesmo sem uso.

Outra pista de celular comprometido são notificações inesperadas e reinicializações ou desligamentos demorando mais que o normal.

Obviamente essa não é uma ciência exata, já que os aplicativos espiões são desenvolvidos para não serem encontrados, mas qualquer tipo de comportamento anormal do telefone pode ser uma dica.

Sempre confira a lista de aplicativos em busca de apps suspeitos
Sempre confira a lista de aplicativos em busca de apps suspeitos. Fonte:  Wired 

Aplicativos de monitoramento corriqueiramente ocultam seus ícones, mas podem aparecer na lista de apps com nomes genéricos e sem sentido para tentar não atrair atenção.

Acesse "Configurações", clique em "Apps e Notificações" e "Ver todos os Apps" para checar.

Para uma segurança extra, você pode obter ajuda para identificá-los através de alguns aplicativos como IncognitoCerto e Kaspersky Antivírus, que têm boas recomendações de usuários e devem avisar caso encontrem algo suspeito.

Como checar o computador

A maioria dos princípios citados para Android e iOS tende a ser válida para Windows e macOS. Alguém precisa ter acesso ao computador ou enganá-lo para que você mesmo instale algo sem saber — o que não é difícil para funcionários do departamento de TI na sua empresa. Como sempre, mantenha seu notebook ou desktop protegido por senha e preste atenção na segurança física, ficando de olho em quem tem acesso ao computador e quando.

Tanto a Microsoft quanto a Apple estão cientes desse problema, por isso Windows e macOS poderão detectar e bloquear alguns aplicativos automaticamente. Caso precise de ajuda extra, alguns apps como NortonBitDefender e Malwarebytes estão disponíveis para ambos os sistemas.

Você também pode fazer a verificação de aplicativos e processos que iniciam automaticamente quando o computador é ligado. No Windows, essa lista é encontrada na aba Inicializar no Gerenciador de Tarefas (Ctrl+Shift+Esc). No macOS, abra o menu "Preferências do Sistema", selecione "Grupos e Usuários" e "Itens de Login". Caso encontre algo suspeito, faça uma busca na web pelo nome do aplicativo ou processo.

Monitoramento de atividades no macOS podem ajudar a identificar aplicativos suspeitos
Monitoramento de atividades no macOS pode ajudar a identificar aplicativos suspeitos. Fonte:  Wired 

Existem algumas permissões extras que esse tipo de aplicativo precisa no macOS. Em "Preferências do Sistema", acesse "Segurança e Privacidade" e então "Privacidade". Faça a verificação em "Monitoramento de Entrada" e "Acesso completo ao disco", pois aplicativos espiões geralmente precisam dessas autorizações. No Windows não existe essa exata função, mas você pode visualizar as permissões dos aplicativos acessando o item "Privacidade" encontrado em "Permissões de Aplicativos" no menu "Configurações".

Como checar sua conta online

Para alguém que quer invadir a privacidade alheia, tende a ser mais fácil conseguir acesso a contas online do que aos dispositivos. Com a possibilidade de consultar tudo pela internet, de redes sociais a e-mails, a espionagem tende a ser mais efetiva.

Com isso em mente, busque acessos não autorizados em suas contas. Isso obviamente começa com a proteção do nome de usuário e uma senha segura, então considere utilizar um Gerenciador de Senhas para manter códigos fortes, aleatórios e diferentes para cada conta. Se tiver disponibilidade, ative a autenticação em dois fatores.

Lista de dispositivos logados em conta do Facebook
Lista de dispositivos logados em conta do Facebook. Fonte:  Wired 

Se houve algum acesso indesejado em sua conta, você deve ser capaz de identificá-lo. No Facebook, por exemplo, visite sua página de Configurações e clique em "Segurança e Login" para verificar todos os dispositivos logados em sua conta e desconectar os que você não reconhece.

Alguns aplicativos como WhatsApp e Snapchat só permitem acesso em um único dispositivo, então você sabe que o login ativo é o que você está usando. Mas essa não é uma regra para todos os programas; no Instagram, por exemplo, se você acessar "Configurações" e clicar em "Segurança e Atividade de Login", poderá visualizar a lista de dispositivos conectados à conta. Para remover um deles, clique no ícone com três pontos e selecione "Sair".

Também recomendamos verificar atividades nas contas, como arquivos enviados por e-mail e mensagens recebidas e enviadas no Twitter ou Facebook Messenger. É válido checar os rascunhos e a lixeira para buscar ações que você não realizou. Se alguém acessou seu e-mail, é possível que tenha configurado um filtro automático para encaminhamento de todas as mensagens recebidas.

A verificação desses itens pode ser um pouco diferente em cada aplicativo ou sistema, mas fique de olho na lista de dispositivos conectados em sua conta e nas atividades do aplicativo. Essas são as melhores maneiras de identificar invasores, mas outra forma de mantê-los fora de suas contas é atualizar as senhas com frequência.

Fonte: TecMundo

Faça backup dos dados do Whatsapp do Android para o iPhone

Se você utiliza o WhatsApp Business no seu negócio, é fundamental possuir um backup para não perder dados importantes

Atualmente o WhatsApp já se tornou o aplicativo preferido de bastantes pessoas.

Com mais de 1 bilião de usuários, diariamente são trocadas mensagens pessoais, familiares, sobre negócios ou dados importantes. Logo, torna-se importante salvar em algum lugar as mensagens trocadas no WhatsApp.

O termo utilizado para essa ação é o Backup, que permite armazenar quaisquer dados, conteúdos de mídia ou links trocados nas mensagens em um local seguro e acessível a qualquer momento.

Ainda mais importante, se você utiliza o WhatsApp Business no seu negócio para trocar dados sobre a sua empresa, contratos realizados ou informações sobre os seus clientes e encomendas, torna-se fundamental possuir um backup ou cópia de segurança para nunca perder estes dados.

Felizmente para sua segurança, existem aplicativos, como o MobileTrans, que permite realizar um backup seguro e resolver essas preocupações da sua cabeça.

O que é um backup?

Um backup é uma cópia de segurança, que permite armazenar os seus dados em outro dispositivo ou local. Estes ficam acessíveis a qualquer momento que você necessite, sempre na sua posso e propriedade.

Assim, se algum dia os seus arquivos originais ficarem corrompidos, se os perder ou apagar acidentalmente, será possível recuperar.

Existem dois tipos de backups, na nuvem (cloud) ou local.

Grandes empresas tecnológicas já disponibilizam vários serviços de armazenamento de dados na nuvem, como por exemplo o Google Drive ou iCloud. Os seus dados ficam salvos em servidores encriptados que se encontram em um espaço físico, embora você acesse através da internet.

Outra opção é o backup local, ou seja armazenar na memória ou cartão SD do seu celular ou dispositivo.

Backup de dados em aplicativos

É bastante comum aplicativos de mensagens, como o Whatsapp, realizarem cópias de segurança automáticas, num espaço de tempo selecionado. No entanto também é possível solicitar por um backup a qualquer momento.

Os dados que você gera têm um tamanho associado, logo necessitam ser armazenadas em algum local ou podem ser deletadas do servidor do aplicativo. A escolha é sua, dependendo das suas necessidades.

Realizar esses backups torna-se uma vantagem quando você compra um novo celular ou quando perde o seu smartphone e pretende acessar às mesmas mensagens antigas, algo que apenas um backup consegue resolver.

Por vezes os dispositivos tecnológicos podem sofrer uma série de problemas, logo torna-se importante realizar um backup aos seus documentos mais importantes.

Aplicativo MobileTrans

A Wondershare disponibiliza o software MobileTrans para realizar backup e restauro de dados do WhatsApp.

De forma simples, sincronizada e segura torna-se possível restaurar os seus dados entre vários sistemas diferentes, pois este aplicativo, permite fazer backup de dados do WhatsApp do Android para iPhone.

Principais recursos

  • Transferir WhatsApp: Direcionada especialmente para o aplicativo WhatsApp, torna-se possível realizar um backup, restauro ou transferência de todas as suas conversas. No entanto também funciona perfeitamente nos aplicativos de mensagens Line, Viber, Kik e Wechat.
  • Transferir os dados de celular: É possível transferir todos os formatos e tipos de dados presentes no aplicativo, sejam mensagens, imagens, vídeos, contatos e outros, entre celulares Andoird e iPhone.
  • Backup: Fazer backup dos dados do seu smartphone, armazenando diretamente no seu PC, incluindo fotos, vídeos, contatos e mais.
  • Restaurar os dados de backup local do MobileTrans e iTunes para celulares ou tablets de Android ou iOS.
  • Compatibilidade: Suporta transferência entre celulares de sistemas operacional diferente.

Com bastantes funcionalidades e opções, quaisquer das suas necessidades podem ser resolvidas através do aplicativo MobileTrans. Inclusive quando o assunto se torna empresarial e necessita confiança no backup do WhatsApp Business.

Como executar o MobileTrans

Ao abrir o aplicativo MobileTrans, você irá notar uma interface simples e intuitiva.

Neste exemplo, vamos realizar um backup dos dados do WhatsApp de Android para iPhone.
Embora seja possível transferir diretamente de um sistema operacional para o outro, aqui vamos fazer armazenar o backup dos dados de Android no PC, localmente para de seguida restaurar esses dados com outro celular.

Para começar, acesse no menu Transferir Dados do WhatsApp (canto esquerdo).

1.png

Nesta página você poderá selecionar qual aplicativo você pretente armazenar os dados, seja o WhatsApp, Line, Viber ou outro.

Após selecionar o seu aplicativo, continue clicando no menu Faça backup das mensagens WhatsApp (canto direito).

2.png

De seguida, conecte o seu smartphone ao PC através de um cabo USB. Não se esqueça de aceitar todas as permissões que possam ser pedidas no celular, para confiar neste aplicativo.

Assim o seu celular será reconhecido pelo MobileTrans e você conseguirá realizar um backup de WhatsApp android para iPhone ou o inverso.

3.png

No momento que o seu smartphone for reconhecido, no menu centrar selecione quais dados você pretende armazenar nesta cópia de segurança no seu computador.

Tenha em consideração quantos gigabytes estes dados podem ocupar, para possuir este espaço livre no seu disco.

Assim que tiver escolhido todos os parâmetros, clique em Iniciar.

Agora todos os seus dados estão sendo armazenados no seu computador e este processo pode demorar alguns minutos, você deve aguardar até estar finalizado.

Por fim, para transferir os dados do seu PC para o celular, basta acessar no menu Restaure para dispositivo.

2_1.png

Nessa página você terá o procedimento semelhante ao realizado acima. Apenas necessita escolher qual backup pretende realizar, escolher os dados e conectar o seu celular via USB.

4.png

Ao clicar no botão Iniciar, o processo começa e você conseguirá transferir dados do WhatsApp do seu Android para o Iphone.

Conclusões finais

Sempre vão existir dados importantes que queremos salvar, no entanto estes podem se encontrar dentro de um aplicativo, como o WhatsApp. Isto dificulta o processo de acessar ao celular e copiar esses dados para outro local.

O MobileTrans permite realizar um backup diretamente entre celulares ou para um PC, facilitando o processo de backup.

Com as suas multiplas funcionalidades, qualquer opção se torna possível.

Por fim, nunca se esqueça que muitas vezes troca mensagens que podem ter valor judicial, logo convém armazenar em algum lugar seguro, caso seja necessário no futuro.

Ainda mais em uma empresa que troque informações via um aplicativo, seja sobre clientes ou funcionários, estes dados são importantes e devem possuir uma cópia de segurança caso algo corra mal.

Fonte: administradores.com.br

Os 11 recursos que vão transformar o iPhone com o iOS 14

O iOS 14 foi revelado nesta semana com muitas novidades, sendo que alguns recursos podem ter passado despercebidos por muita gente. Confira quais são eles!

Durante a WWDC 2020 realizada nesta semana, a Apple anunciou a nova versão do seu sistema operacional para celulares. Assim, o iOS 14 foi revelado com direito a muitos recursos novos que podem facilitar a vida de seus usuários, sendo que muitas pessoas já notaram a semelhança deles com certas funções que apareceram primeiro no Android e até em outros sistemas mais antigos.

Mesmo estando disponível apenas para ser testado por desenvolvedores em uma versão Beta neste momento, o Olhar Digital analisou quais os melhores recursos novos do iOS 14 e como eles podem te ajudar no dia a dia. Confira!

Chamadas recebidas não ocupam toda a tela

Uma novidade pequena, mas que pode se provar bastante útil no iOS 14, é que as ligações recebidas no aparelho não passam mais a ocupar toda a tela. Assim, por exemplo, se você está navegando na internet e não deseja atender uma ligação, não será necessário parar de ler o conteúdo de site apenas para rejeitar a chamada.

App Library

Ao fazer a instalação de qualquer aplicativo no iOS, inevitavelmente, um atalho dele é adicionado em sua tela inicial. Apesar de isso não parecer um problema, com o tempo, o número de aplicativos instalados em seu celular tende a crescer e organizá-los apenas em pastas pode não ser fácil.

Reprodução 

Por sua vez, o iOS 14 ganhou o chamado App Library, que funciona como a famosa "gaveta de aplicativos" do Android, que é aberta com uma ação por gesto e traz todo os aplicativos instalados. Entretanto, diferente do que vemos em algumas interfaces para o Android, o App Library do iOS 14 se mostra mais eficiente e inteligente, já que nele os aplicativos podem ser separados em pastas ou categorias e seus ícones ficam em evidência para que você os localize rapidamente.

Notificação de câmera e microfone em uso

Ao utilizar algum aplicativo ou até mesmo as funções do próprio sistema para fazer uma chamada de voz ou de vídeo, as vezes você pode acabar fechando o aplicativo de maneira incorreta, fazendo com que a chamada em si continue em andamento sem o seu conhecimento. Para evitar este tipo de situação inconveniente, o iOS 14 agora mostra uma pequena notificação de que o seu microfone ou câmera está em uso.

Reprodução

Além disto, na Central de Controle do iPhone, você também poderá verificar quais apps utilizaram estes recursos de seu celular recentemente. O que acaba sendo uma boa adição para quem está preocupado com a privacidade e precisa saber se os apps instalados estão respeitando-a.

Ações por gestos na parte de trás do telefone

Uma novidade bem interessante do iOS 14 fica por conta de um recurso que está disponível em sua parte de acessibilidade. Agora, nas configurações do sistema, é possível definir uma ação a ser realizada ao dar dois ou três toques em sua parte traseira.

Assim, por exemplo, você pode pedir que com este simples gesto um aplicativo seja aberto, o volume seja diminuído entre outras inúmeras ações.

Filtros para mensagens SMS

Apesar de muita gente já ter deixado a tecnologia SMS de lado, ela ainda é utilizada para diversas situações e principalmente por empresas. Já pensando em facilitar a organização do que é recebido por meio desta tecnologia, o iOS 14 é capaz de categorizar automaticamente estas mensagens.

A grande vantagem disto é que quando você acessa o aplicativo de mensagens da Apple, você poderá filtrar quem são os seus contatos conhecidos, desconhecidos e até mesmo as empresas que estão fazendo spam. Assim, fazer uma limpeza de suas mensagens ficou bem mais fácil.

Notas de voz com cancelamento de ruído

Ao fazer a gravação de uma nota por voz para ter um lembrete, muitas vezes, o som do lugar em que você está pode comprometer a qualidade da gravação. Para melhorar essa questão, o gravador do iPhone no iOS 14 ganhou uma função  capaz de fazer o cancelamento de ruído e deixar os seus áudios mais "limpos".

Transcrição de conversas em tempo real para outro idioma

As viagens podem até não estar tão em alta neste momento devido a pandemia do coronavirus, mas um novo recurso do iOS pode se mostrar bem útil. Assim como o Google Tradutor já faz, o iOS 14 traz o aplicativo Translate, que também possui uma função para fazer a transcrição em tempo real de uma conversa para outro idioma.

Reprodução

Dessa forma, quando você estiver conversando com alguém de outro país em outro idioma, traduzir uma frase ficará bem mais fácil.

Widgets

Os widgets que ficam na tela inicial do celular já podem até ter feito mais sucesso no passado, mas ainda são boas opções para quem não quer ficar abrindo um aplicativo toda hora. Finalmente, eles também resolveram aparecer no iOS 14 e podem facilitar a visualização de diversas informações.

Reprodução

Já algo que chama a atenção por aqui, é que quem não deseja deixar a tela "cheia" de widgets, consegue concentrar uma parte dela para um widget, que pode mostrar as informações de mais de um aplicativo. Para isso, depois do widget estar configurado, você precisará apenas navegar pelos "pontos" que ficam ao seu lado para alternar entre os widgets disponíveis.

Legendas para fotos

As fotos tiradas com o iPhone ficam organizadas no aplicativo "Fotos", que até possui alguns recursos interessantes. Entretanto, com o passar do tempo, as vezes pode se tornar complicado achar a foto de uma situação ou momento específico.

Assim, para mudar esta situação, os usuários ganharam no iOS 14 a possibilidade de adicionar “legendas” em suas fotos, que podem ser utilizadas nas buscas feitas no aplicativo.

Monitoramento de senhas no Safari

O safari é o navegador padrão da Apple no iOS e ele ganhou um recurso bem importante no iOS 14. Assim como o Google Chrome já faz em algumas plataformas, ao utilizar um login com uma senha "comprometida", o Safari emitirá um alerta para o seu usuário poder tomar as providências necessárias.

App Clips

Já o último recurso desta lista que chamou a nossa atenção no iOS 14 se trata do App Clips, que funciona como pequenos aplicativos para serem utilizados ao se fazer a leitura de uma tag NFC.

Reprodução

Nesse caso, eles podem se provar bem úteis para uma utilização esporádica, como na hora de pagar um estacionamento ou usar um cupom de desconto.

Fonte: Olhar Digital

Descoberto truque para bloquear todos anúncios no YouTube

Um usuário do Reddit descobriu uma maneira de remover todos os anúncios do YouTube e também o paywall em sites de notícias e jornais.

Se aproveitando de uma falha no nome do host, é possível acessar o conteúdo completo sem que o domínio para veicular os anúncios seja correspondido.

E, na realidade, a falha é incrivelmente simples. O usuário aponta que a única coisa que é preciso fazer, é adicionar um ponto na URL. Assim, o site em questão deixa de acessar os dados do servidor, de um domínio diferente, que são usados para veicular os anúncios (cross-origin resource sharing, ou 'CORS').

Por exemplo:

URL normal: https://www.youtube.com/watch?v=2O4K_tmZs1A

URL alterada: https://www.youtube.com./watch?v=2O4K_tmZs1A

A única alteração necessária na URL é utilizar ".com.", no lugar de apenas ".com". Mas, além de cortar o acesso dos sites aos anúncios, a mudança também corta o acesso aos cookies.

Desta forma, após começar a navegar com o "hack" ensinado no Reddit, a sessão do usuário deixa de ser válida – a menos que ele abra uma nova aba do site. Vale lembrar que o YouTube pode consertar a falha em breve normalizando o nome de host no navegador.

Legal ou não legal?

O YouTube, que é uma plataforma gratuita, é monetizado e gera renda aos criadores através de anúncios. Uma opção de monetizar e oferecer bons recursos é o YouTube Premium, que elimina os anúncios na plataforma e oferece mais alguns extras.

Aqui no Brasil, o Premium chegou em setembro de 2019 e dá a possibilidade de baixar vídeos para assistir offline; não exibe propagandas antes ou durante os vídeos; oferece o serviço YouTube Music e mais.

Mas, além do YouTube, o método também pode afetar sites de notícias e jornais que utilizam o paywall. Este método restringe o acesso a algum tipo de conteúdo, a menos que você seja assinante.

Existem outras maneiras que eliminam anúncios nos sites, como os bloqueadores. Por outro lado, a prática não é considerada das mais éticas, mas gera discussões sobre acesso a conteúdo. Especialmente tratando-se de informação.

Neste caso em questão, não se trata de uma forma ilegal de burlar os anúncios. A falha está no redirecionamento dos próprios sites e pode ser explorada de forma simples, até então.

Também é possível utilizar o mesmo método em smartphones. Basta abrir o navegador e acessar páginas na versão desktop, e depois adicionar o pontinho na URL.

Fonte: TecMundo

↓
× Como posso te ajudar?