Ligado na tomada ou só na bateria: o que é melhor para o notebook?

Uma dúvida muito comum entre aqueles que compraram ou estão pensando em comprar um novo notebook é: devo usar o computador conectado na tomada ou somente na bateria? Entre muitos mitos e verdades sobre esse tema, apresentamos algumas dicas de como você pode manter o desempenho do seu notebook ao mesmo tempo em que o conserva por mais tempo.

Mas você ainda está escolhendo um notebook para comprar? Não se preocupe! Ao longo do texto você também vai encontrar recomendações para aqueles que buscam uma máquina premium e com um desempenho que não vai deixar nenhum usuário na mão.

O estado atual das baterias

bateriasAs baterias se modernizaram muito nos últimos anos. (Fonte: Dell/Reprodução)

Nos últimos anos, a tecnologia por trás das baterias evoluiu bastante e é possível perceber muitas mudanças nesse segmento. Hoje, por exemplo, não precisamos nos preocupar em carregar totalmente um dispositivo antes de começar a utilizá-lo. Também é um mito a necessidade de deixar o aparelho descarregar totalmente antes de conectar na tomada.

Mas o que dizer sobre a dúvida entre usar o notebook conectado na tomada ou somente na bateria? Será que é prejudicial deixar o computador carregando 100% do tempo? Ou devemos desconectar o PC da tomada de tempos em tempos para manter a saúde da bateria?

Isso é uma dúvida que gira em torno daquele temido “efeito memória” que afetava de forma intensa as baterias de antigamente. Hoje os módulos de bateria de notebook, feitos de íon de lítio, foram desenvolvidos para dar mais liberdade e desempenho para os dispositivos, protegendo também a saúde dos aparelhos.

É melhor usar o notebook conectado na tomada ou somente na bateria?

notebookEntenda qual é a melhor forma de usar o seu notebook. (Fonte: Dell/Reprodução)

Quando um notebook está conectado na tomada e a bateria está cheia, o sistema Notebook XPS 13 indica que a carga está em 100%. Quando isso acontece, a própria bateria dispõe de uma tecnologia que corta o fornecimento de energia e a deixa passar diretamente para o computador no intuito de mantê-lo funcionando. Isso significa que a bateria para de recarregar no momento em que estiver com 100% da carga.

Essa é apenas uma das tecnologias que servem para proteger a bateria do seu notebook. Modelos como o XPS 13 e Inspiron 13, da Dell, contam ainda com a certificação Energy Star, um padrão internacional para o consumo eficiente de energia, economizando a preciosa carga da bateria e fazendo-a durar por mais tempo.

Portanto, não há problemas em manter o notebook conectado na tomada mesmo com a carga em 100%. Uma dica que damos, entretanto, é evitar que o nível da bateria baixe para valores menores do que 20%. Isso pode acabar prejudicando a vida útil do módulo de bateria, diminuindo sua capacidade de reter a carga.

A bateria do notebook vicia?

efeito memóriaO temido "efeito memória" das baterias não acontece mais como antigamente. (Fonte: Dell/Reprodução)

Diferente do que acontecia com as baterias de antigamente, o “efeito memória” é menos evidente em módulos de íon de lítio, os encontrados nos notebooks. O que acontece nas baterias mais modernas é um enfraquecimento natural desses módulos em sua capacidade de reter a carga.

Quando você recarrega a bateria do seu notebook, a bateria vai se desgastando com o tempo (como acontece com qualquer outro eletrônico). Porém, os módulos de energia têm um número de ciclos de carregamento e, à medida que muitos ciclos são realizados, a bateria vai “envelhecendo”.

Além de evitar que a carga baixe para níveis inferiores a 20%, outra dica para manter a saúde e performance é evitar ligar e desligar o notebook muitas vezes durante o dia. Para momentos em que o notebook estiver ocioso, o recomendável é utilizar o modo de suspensão, que economiza bateria e mantém os programas e arquivos abertos.

Como escolher um notebook?

notebook Escolher o notebook certo é importante para evitar frustrações. (Fonte: Dell/Reprodução)

Agora que já esclarecemos essa dúvida acerca do uso do notebook na tomada ou na bateria, está na hora de aprender a escolher o modelo certo para você. Quem procura um computador portátil provavelmente se preocupa com a mobilidade e ter uma máquina leve é essencial para facilitar o dia a dia.

Os já mencionados XPS 13 e Inspiron 13, da Dell, são exemplos de notebooks levíssimos, pesando respectivamente 1,2 kg e 1,08 kg. Isso significa que esses computadores podem ser mais leves do que livros, apostilas e outros materiais que você leva na bolsa ou mochila.

Outro destaque desses notebooks da Dell é a construção premium. O XPS 13, por exemplo, tem um chassi de alumínio esculpido com alta precisão que cria um design elegante com alta qualidade de fabricação. O resultado é um computador resistente, bonito e muito confortável de usar.

Notebook com performance ideal para o dia a dia

Dell XPS13O Dell XPS13 é um notebook premium e que oferece um conjunto de especificações completas. (Fonte: Dell/Reprodução)

Outro aspecto essencial para acertar na escolha do notebook está nos detalhes técnicos. Mais uma vez os modelos da Dell se destacam, especialmente por conta do uso dos processadores Intel® Core™ de 11ª geração. Essa nova família de chips apresenta uma performance ainda melhor, além de um gerenciamento de energia mais inteligente para você que vai usar o notebook na tomada ou bateria.

Os modelos de notebook Dell XPS 13 Inspiron 13 contam com armazenamento SSD, tela de 13 polegadas Full HD, memória RAM de alta velocidade e placa de vídeo integrada Intel® Iris® Xe. Para maximizar a produtividade com os seus computadores, você pode contar com o ecossistema da Dell que dispõe de uma série de acessórios da marca, como o adaptador USB-C, o mouse Bluetooth Dell MS5320W e o monitor Dell S2421HN externo de 23,8 polegadas e com resolução Full HD.

Para fechar o pacote de benefícios de clientes da Dell, os consumidores podem contar com o excelente serviço pós-venda da marca. Afinal, um produto dessa qualidade requer um serviço premium, e os clientes vão poder escolher entre os serviços de suporte da Dell, entre eles o Premium Support, por exemplo, com assistência no local e suporte a hardware e software, 24 horas por dia, todos os dias da semana.

*****

Você já sabia de todos esses detalhes sobre o uso de notebooks na bateria e tomada? E o que achou de nossas dicas sobre como escolher o computador ideal para as suas necessidades?

Se você ficou interessado nas máquinas da Dell, saiba que você pode visitar o site da marca para obter mais detalhes ou acompanhar o canal da empresa no YouTube e ficar por dentro das novidades.

efeito memóriaO temido "efeito memória" das baterias não acontece mais como antigamente. (Fonte: Dell/Reprodução)efeito memóriaO temido "efeito memória" das baterias não acontece mais como antigamente. (Fonte: Dell/Reprodução)

Fonte: TecMundo

Intel lança processador mais poderoso do mundo para notebooks

Nesta quinta-feira (02), a Intel anunciou seis novos processadores Core de 10ª geração para dispositivos móveis.

Além de ser os primeiros chips do mundo, para notebooks, a quebrar a barreira dos 5 GHz, eles trazem várias tecnologias que otimizam seu desempenho e consumo. Um deles, inclusive, é o mais poderoso do mundo nessa categoria, segundo a empresa.

Processadores móveis Intel Core 10ª geração Série H

Fonte: Intel/Divulgação

Processadores para notebooks sempre são apresentados como chips que entregam desempenho otimizado, mantendo o foco na economia de energia. Afinal, para quem precisa se locomover, não adianta ter uma super máquina que precisa ficar ligada na tomada o tempo todo.

Dessa vez, os novos chips móveis da Intel têm um apelo maior no desempenho. Isso não significa que eles não são econômicos, mas o fato é que a empresa parece ter focado na alta performance, inclusive, incluindo recursos para overclocking.

Especificações dos chips

São seis novos chips desta linha H, onde todos eles suportam memória DDR4 de 2933 MHz em dual channel. Os modelos Core i9 e i7 são compatíveis com a tecnologia Intel Thermal Velocity Boost, que aumenta a frequência turbo além do especificado (até 200 MHz), caso haja margem térmica (CPU com 65º ou menos) para o Intel TVB atuar.

Fonte: Intel/DivulgaçãoFonte: Intel/DivulgaçãoFonte:  Intel 

O chip mais poderoso é o Core i9-10980HK, que tem 8 núcleos, 16 threads e clock turbo que chega a incríveis 5,3 GHz. Vale lembrar que essa frequência não é atingida em todos os núcleos ao mesmo tempo. A marca diz que esse chip é o mais poderoso que se pode colocar em um notebook no momento.

Esse processador também é desbloqueado para overclocking e suporta o recurso Intel Speed Optimizer, que pode elevar as frequências base de forma automática com apenas um clique, segundo a companhia.

Intel Adaptix Dynamic Tuning

Outra característica que ajuda a nova plataforma da Intel a ter desempenho otimizado, sem desperdiçar energia, é o Intel Adaptix Dynamic Tuning, uma ferramenta utilizada pelas fabricantes de dispositivos para extrair a máxima performance de um chip, por meio do monitoramento de variáveis como temperatura, rotação da ventoinha, modo de uso, estado atual do processador, etc., e ajustando o poder de processamento dinamicamente, de acordo com o design térmico do equipamento.

Disponibilidade

Nas próximas semanas, os parceiros da Intel devem começar a disponibilizar seus equipamentos baseados nos novos chips Intel Core 10ª geração Série H, que terão características como: modelos gamer com menos de 2 cm de espessura, modelos híbridos (com duas telas), e modelos com painéis que poderão ter 17” com bordas finas, além de HDR 1000 e taxa de atualização de até 300 Mhz.

Todos eles serão compatíveis com as tecnologias Thunderbolt 3 e o Intel Wi-Fi 6 (Gig+).

Fonte: Tecmundo

Por que manter o hardware atualizado é tão importante?

Todos os anos, o mercado de hardware oferece atualizações nos mais diversos setores.

Processadores, placas de vídeo e memórias são apenas alguns dos componentes que recebem updates constantes, com novos modelos sendo anunciados com frequência. Embora seja o ideal, nem todas as pessoas têm condições de manter o hardware atualizado com os últimos lançamentos do mercado.

Porém, ter peças e componentes do computador atualizadas é uma das melhores formas de garantir o bom desempenho. Além disso, essa prática pode trazer benefícios importantes, especialmente se o dispositivo é usado em ambientes corporativos, como empresas, lojas e escritórios.

Quer saber por que manter o hardware atualizado é tão importante? Então continue a leitura.

Economia

?Pode parecer contraditório, mas “gastar” com a atualização de um hardware defasado pode trazer economia. Máquinas com peças antigas tendem a dar mais problema, então gasta-se mais com manutenção, suporte e tempo dedicado para realizar os reparos necessários.

Além disso, computadores com hardware antigo geralmente apresentam um desempenho aquém do esperado. Isso se traduz em queda de performance de quem utiliza o dispositivo, já que a lentidão pode atrapalhar a produtividade. Assim, empresas que mantêm o hardware atualizado gastam menos com manutenção e aproveitam o máximo que os computadores têm a oferecer.

Segurança

Manter o hardware atualizado pode proporcionar mais segurança? Nesse caso, o update referido é de driver, capaz de realmente aprimorar a proteção da máquina em alguns aspectos. Um componente que não esteja com seu software corretamente ajustado pode apresentar os mais diferentes tipos de problema, que podem variar de um simples superaquecimento até brechas graves de segurança.

Isso, obviamente, depende muito do componente e da falha de software e hardware que ele apresenta, a qual muitas vezes pode ser corrigida pelo update. Entretanto, a dica é importante para qualquer caso: mantenha o hardware e seus drivers sempre atualizados, pois isso pode proporcionar mais segurança para o usuário e a empresa.

Novidades

Se economia e segurança não são bons motivos para manter o hardware sempre atualizado, talvez o fator “novidade” possa convencer, afinal, quem mantém componentes antigos pode estar deixando de aproveitar recursos e funcionalidades que somente as novas peças podem oferecer. Tecnologias recentes como novos padrões de WiFi ou gerenciamento eficiente de energia são apenas alguns exemplos do que geralmente só está presente em lançamentos de componentes de hardware.

Alguns desses recursos podem não fazer sentido para certos usuários ou empresas, mas outros representam um diferencial importante. Novidades específicas de hardware podem até mesmo favorecer aspectos econômicos e de segurança, reforçando os dois motivos anteriores que mencionamos. Uma nova placa de vídeo pode trazer um recurso de renderização exclusivo que melhora muito o fluxo de trabalho de editores de vídeo, por exemplo.

Como manter o hardware atualizado?

Não existe um caminho específico que pode ser percorrido para manter o hardware sempre atualizado. Isso depende muito do contexto de cada usuário e empresa. Contudo, com os motivos apresentados, é indiscutível a importância de buscar os últimos updates do mercado.

Nesse sentido, a Intel se esforça para oferecer o que há de melhor das tecnologias nas quais trabalha. No segmento de desktops, notebooks e até mesmo de servidores, a empresa sempre está adiantada quando o assunto são novidades e recursos para os consumidores.

Para saber mais a respeito de como a Intel tem trabalhado para ajudar empresas e pessoas a manterem seus hardwares sempre atualizados, confira esta página.

Fonte: TecMundo

↓
× Como posso te ajudar?