Nova vulnerabilidade crítica no Android pode afetar milhões de aparelhos

Falha permite que hackers mascarem aplicativos maliciosos, tendo acesso a informações pessoais do usuário

A empresa de pesquisa de segurança norueguesa Promon descobriu uma nova vulnerabilidade crítica que pode afetar uma grande quantidade de smartphones Android. A falha permite que hackers mascarem aplicativos maliciosos como qualquer outro e, dessa forma, rastreiem o usuário tendo acesso a informações pessoais.

Chamada StrandHogg 2.0 e com o número CVE-2020-0096, a vulnerabilidade está presente em todos os celulares com Android, com exceção daqueles que possuem a versão mais recente do sistema operacional, o Android 10. Isso quer dizer que milhões de dispositivos podem ser afetados, já que o Google afirmou que apenas 16% dos 2,5 bilhões de dispositivos tiveram a última versão instalada.

A mesma empresa norueguesa descobriu a StrandHogg original no fim de 2019. Segundo os especialistas, a falha era usada para roubar informações bancáriassenhas, logins e monitorar a atividade do usuário. Segundo a Promon, o StrandHogg 2.0 permite ataques ainda mais complexos.

Via: GizChina

Fonte: Olhar Digital

Energia Solar

3 razões para investir em energia solar durante a crise

A energia solar é uma saída limpa e barata de abastecer a sua residência ou a sua empresa

Energia Solar

A energia solar é uma excelente opção para quem busca reduzir os gastos com energia elétrica. Neste material, vamos apresentar as principais razões para investir na tecnologia e gerar economia neste momento.

Economia

No Brasil, o mercado de energia solar está em plena ascensão. De acordo com o Plano Decenal de Energia (PDE) 2029, divulgado pelo Ministério de Minas e Energia em fevereiro deste ano, estima-se que a participação fotovoltaica na matriz energética brasileira saia de 2% para 8% até 2029. Um cenário extremamente promissor e com números otimistas que têm como principal fator de crescimento a economia na conta de luz dos brasileiros.

Investir em energia solar em tempos de crise é sinônimo de economia. E como isso é possível? Simples. A partir do momento em que passamos mais tempo em casa, consumimos mais energia elétrica. Nesta situação, a geração própria faz toda a diferença, reduzindo em até 95% o valor da fatura, já no primeiro mês de instalação do gerador, além de livrar o consumidor das oscilações tarifárias das concessionárias. E o melhor: o valor investido no sistema tem retorno garantido, com rendimento superior à poupança ou qualquer outro fundo de aplicação.

Acessibilidade

A aquisição da tecnologia é ainda mais atrativa pelas facilidades de financiamento e as linhas de crédito específicas para geradores solares, tornando-a possível para todos. Atualmente, trocar a conta de luz pela parcela do financiamento é algo totalmente viável. Isso porque, com a economia gerada na fatura elétrica todos os meses é possível pagar a parcela financiada.

Outro fator que contribui para a escolha da energia solar pelos brasileiros é a facilidade de instalação. O sistema pode ser instalado em residências, condomínios, comércios, indústrias, entre outros, sem a necessidade de grandes obras na estrutura já existente e com flexibilidade para qualquer tipo de telhado ou solo. Além disso, possui até 25 anos de desempenho com baixo custo de manutenção.

Sustentabilidade

Quando o assunto é meio ambiente, a energia solar é um dos maiores aliados no caminho para um futuro sustentável.

O Brasil é abundante em termos de radiação solar, tornando a aquisição do sistema vantajosa e confiável. Além da redução de CO 2 na atmosfera e do uso de água, a geração de energia por meio do sol é limpa, renovável e infinita, preservando as espécies e os recursos naturais.

Fonte: Administradores.com

Amazon aposta em tablets baratos em meio à pandemia do coronavírus

Os novos tablets Fire HD 8 e Fire HD 8 Plus foram lançados pela empresa nos Estados Unidos custando 90 e 110 dólares cada um

Por Maria Eduarda Cury | Publicado em: 13/05/2020 às 15h55 - Alterado em: 13/05/2020 às 16h12 (Fonte: Exame.com)

Amazon: novas versões de tablet serão vendidas a partir de 3 de junho (Kyodo News/Getty Images)

Amazon anunciou, nesta quarta-feira, o lançamento de dois novos tablets durante a quarentena. Os novos modelos Fire HD de 8 polegadas já estão em pré-venda pelo site oficial e serão comercializados a partir do dia 3 de junho. O preço se inicia em 90 dólares, sendo esses dispositivos mais acessíveis do que o usual.

O modelo mais avançado, Fire HD 8 Plus, custará a partir de 110 dólares. O dispositivo pode ser carregado sem fio e tem uma memória RAM de 2 gigabytes e um armazenamento de 64 gigabytes. Caso o usuário deseje, existe a opção de comprar um pacote com uma assinatura de seis meses do Kindle Unlimited, serviço de assinatura de livros da Amazon.

Já o modelo básico, Fire HD 8, também com preço inicial de 90 dólares, terá um processador mais rápido do que o primeiro modelo — será um quad-core de 2 GHz que garante uma interface 30% mais rápida, além de um armazenamento de 32 GB. Os dois dispositivos podem ter sua memória expandida para até 1 terabyte por meio de um cartão microSD. Dessa forma, os tablets podem ser utilizados tanto para leitura como jogos.

Amazon Fire 8 HD
 (Amazon/Reprodução)

A tela dos novos modelos tem um tamanho de 1280 x 800 pixels, o que faz com que os dispositivos sejam mais confortáveis para utilização do que os smartphones. A decisão da empresa de lançar os produtos durante a quarentena se deu pelo aumento das vendas de produtos eletrônicos nos Estados Unidos — as vendas de maio deste ano aumentaram 33% se comparadas com as de maio de 2019.

modo escuro chrome

Modo noturno do Chrome vai ficar ainda mais escuro; entenda

Novidade deve chegar primeiro aos usuários de smartphones Android

modo escuro chrome

Google trabalha para atualizar o modo escuro do Chrome com um novo recurso, que torna a pesquisa na web ainda mais confortável à noite. Os usuários de celulares Android serão os primeiros a se beneficiar, mas é de se esperar que a novidade seja lançada em todos os sistemas operacionais em breve.

O Google lançou o modo escuro do Chrome pela primeira vez no ano passado, facilitando a alternância entre a interface branca e algo mais confortável para os olhos à noite. Porém, há um problema: a configuração não afeta nenhum conteúdo do site, ou seja, quando você realiza uma pesquisa no Google, a página de resultados ainda é toda branca.

Reprodução
Foto: 4gnews

Agora parece que em breve teremos uma solução adequada para o problema. Conforme o 9to5Google relata, uma alteração recente no código do repositório de origem do Chromium mostra que o navegador receberá em breve um novo sinalizador, chamado "#enable-android-dark-srp", que deve resolver esse problema.

Quando ativado, ele mostrará uma página de resultados de pesquisa escura (SRP) se o navegador já estiver no modo noturno.

Muitas pessoas preferem o modo escuro, já que interfaces brancas são mais duras para os olhos, principalmente ao usar o smartphone à noite.

A atualização deve chegar em breve aos usuários de celulares Android.

Via: Techradar

Fonte: Olhar Digital

↓
× Como posso te ajudar?