Google Drive agora permite preenchimento de PDFs

Graças a uma atualização para Android e iOS, agora é possível preencher PDFs simples pelo Google Drive.

22/08/2019 às 21:00 | 1 min de leitura (Fonte: TecMundo)

A novidade, disponível para todas as edições do G Suite, será ativada por padrão.

Será possível escrever nos campos de texto, selecionar opções em um menu suspenso ou marcar itens via caixas de seleção. Para completar um formulário, basta tocar no ícone do lápis na visualização do PDF no menu suspenso ou diretamente no campo a ser preenchido. Quando terminar, salve a edição ou uma cópia do documento.

Drive

Segundo o Google, esse recurso torna mais rápido e fácil o preenchimento de faturas comerciais, registros de eventos, formulários de impostos e outros tipos de documentos simples, eliminando a necessidade de imprimir e, depois de escrever nos campos, escanear as folhas.

O recurso, porém, não vai estar disponível para o preenchimento de formulários XFA e nem oferece suporte para assinaturas eletrônicas.

Claro Indeniza Cliente

Claro deve indenizar cliente em R$ 20 mil por roubo de linha e WhatsApp

Em menos de uma semana, cliente teve linha da Claro invadida duas vezes e perdeu acesso à conta do WhatsApp

Por Lucas Braga | 06/08/2019 às 14h50 (Fonte: Tecnoblog)

Claro Indeniza Cliente

 

A Claro foi condenada pela Justiça a indenizar em R$ 20 mil uma cliente cujo WhatsApp foi “clonado”; ela sofreu roubo de linha celular duas vezes. As fraudes com aplicativos de mensagens estão cada vez mais comuns: normalmente, criminosos se aproveitam de sistemas de lojas de operadora para ativar linhas de outros clientes em um novo chip, que recebe o código de ativação.

A autora do processo foi vítima do golpe de SIM swap (“clonagem”) duas vezes. Em setembro de 2018, ela teve o WhatsApp invadido e um criminoso pediu dinheiro emprestado para os contatos.

A cliente adquiriu um novo chip e recuperou a linha, mas não a conta do WhatsApp — o invasor aparentemente colocou senha ao ativar a verificação de duas etapas. Então, a cliente foi orientada pela Claro a cancelar a linha e adquirir um novo número.

No entanto, uma semana depois seu celular parou de funcionar com o novo número, e sofreu o golpe de SIM swap de novo. Pior: a linha anterior ainda não havia sido cancelada. O acórdão não indica se a conta do WhatsApp na segunda linha foi invadida.

O processo acusa a operadora de falha na prestação do serviço, com recorrência no problema. A autora também menciona que não foi bem atendida pela Claro. Inicialmente, o tribunal havia condenado a Claro a pagar R$ 5 mil como indenização por danos morais, mas a cliente recorreu e a Justiça fixou o valor de R$ 20 mil, considerando os princípios da razoabilidade e proporcionalidade.

Ative a autenticação de dois fatores no WhatsApp

No processo, consta que os contatos da autora seguiram recebendo mensagens do número antigo durante uma semana, inclusive pedindo dinheiro. A cliente até adquiriu um chip para recuperar essa linha; ainda assim, ela não conseguiu acessar a conta do WhatsApp. É bem provável que o criminoso tenha ativado a verificação de dois fatores, impedindo a ativação do aplicativo sem a senha cadastrada.

Portanto, se você não possui a autenticação em dois passos ativada no WhatsApp, é importante configurá-la. O mesmo vale para o Telegram e outros aplicativos de mensagens. Com essa proteção adicional, mesmo que um criminoso consiga roubar sua linha, fica impossível acessar o app sem saber a senha.

O golpe de SIM swap já causou prejuízos de até R$ 80 mil no país. Ele é informalmente chamado de “clonagem” em referência às antigas linhas CDMA, que podiam ser roubadas e usadas em dois celulares ao mesmo tempo. Isso não ocorre no GSM mas, nessa tecnologia, uma linha pode ser transferida para outro chip sem autorização do cliente.

Com informações: Consultor Jurídico.

Modo escuro do WhatsApp pode chegar em setembro para iPhones

Uma das novidades mais esperadas para o WhatsApp neste ano é o modo escuro e de acordo com o site WABetaInfo esta funcionalidade já tem data para chegar.

Ele deve vir junto com o iOS 13 nos iPhones, ou seja, os usuários da Apple poderão ter acesso já em setembro.

Rumores apontam para a chegada da funcionalidade no Android junto com o Android Q, que deve estar disponível até o fim do ano — mas a atualização pode demorar mais do que isso para estar disponível no OS da Google.

O modo escuro no WhatsApp deve funcionar como nos outros apps: mudando a cor de fundo para preto e das fontes para branco. De acordo com uma revelação recente do WABetaInfo, todas as telas do aplicativo de mensagens poderão ser configuradas no modo escuro, e não apenas as conversas.

whatsapp
(Fonte: WABetaInfo/Reprodução)

Quando a versão beta do aplicativo estiver liberada, os usuários de iPhone poderão testar esta funcionalidade ativando o Switch do telefone. Ainda não temos previsão para isso acontecer.

Fonte: Fayerwayer

↓
× Como posso te ajudar?